Google+ Followers

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Brasil, o país do pensamento mágico

Boate Kiss. Kiss da Morte. 239 kisses de despedida, eterna despedida...
Para os que ficamos, mais uma despedida, a mesma de sempre: entre nossa sociedade e a ética.
A ética não se cansa de nós, mas nós a deixamos, despachamos, enxotamos.
Assim o Brasil começou 2013. Despedindo-se.
O país do faz de conta, do 'jeitinho', do 'não vai dar em nada', da mesquinharia, da política rasteira, do egoísmo (porque o pensar e agir coletivo deveria ser todos os dias, não só nas catástrofes!), das chacinas, dos 50 mil mortos no trânsito todo ano, dos estelionatários, da falta de educação (em todas as acepções da palavra), ... despede-se de si mesmo, sem dó. Tragédia após tragédia. Escândalo após escândalo.
O Brasil é o paraíso, pois o paraíso é aquele lugar idílico, dos contos de fadas, ... ilusão.
Aqui, seguir regras, ser correto, cumprir integralmente o prometido, respeitar, pensar no todo e não na parte (a minha parte, claro), vestir a camisa (não a do futebol), ... é exceção, não a regra. É careta, é ser bobo.
Até quando seremos uma nação adolescente, que usa o pensamento mágico como atalho para a desgraça, a pobreza e pequenez? Até quando nos enganaremos?
Acabou o Carnaval. 157 mortos nas estradas. Mais uma despedida...

Nenhum comentário:

Postar um comentário